Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Domingo, 17 de Junho de 2012

Este post é um misto de alegria e de tristeza.

Alegria por ver que os meus Moranguitos cresceram e atingiram o final de uma etapa das suas vidas, preparando-se para assumir outra.

Tristeza porque no coração já aperta a saudade.

 

 

 

Eis a minha mensagem para aqueles que partilharam comigo os últimos três anos.

 

Ser professora é mais que uma profissão...é uma dádiva.

Damos de nós o que melhor temos para dar e o nosso coração acelera quando recebemos das nossas crianças gestos tão simples como um sorriso sincero e radioso.

Somos mães, amigas, enfermeiras, confidentes…

É assim que entendo o desafio de ser professora. E foi assim que tentei agir ao longo destes três anos em que partilhamos saber, alegrias, tristezas, sucessos e insucessos.

Porque nem tudo foram rosas. Houve muitos espinhos. Mas o desabrochar e o perfume destas pequenas flores tudo compensou.

Foi bom ver-vos despontar para as letras, para os números, para a história...enfim, para a sociedade. Foi bom ver que se tornaram cidadãos responsáveis, conscientes, interventivos, que sabem defender aquilo que pensam, respeitando os outros.

No final deste ciclo, quero dizer aos meus Moranguitos que, apesar de todos os momentos difíceis, foi bom trabalhar convosco e ver-vos crescer.

Muitas vezes conversámos sobre o que sentíamos uns pelos outros e muitas vezes ouvi da vossa boca que “a professora é exigente”. Sempre assumi este comentário como um elogio. Fui, de facto, exigente, porque conheço o vosso valor e sei que são excelentes. Foi para essa excelência  que trabalhei e, por isso, exigi...exigi porque gosto muito de vocês e me sinto como vossa “segunda mãe”.

Não posso, também, deixar de assinalar a colaboração das verdadeiras mamãs e do papás dos Moranguitos que comigo mantiveram uma estreita colaboração e sem os quais não teria sido possível desenvolver todo o trabalho que foi realizado. Bem hajam! Os vossos filhos só podem ter orgulho em vocês.

 

Ser criança é ser herói, ser artista, ser protagonista, ser pintor, poeta e escritor. É ser índio e cowboy. Ser criança é ser o sonho, o futuro e a esperança.  Ser criança é aventura, é desafio. É ser conquistador. É rir e brincar. É inventar novas formas de ser CRIANÇA.

Por isso, sabem que vão crescer, mas não deixem nunca de SER CRIANÇAS, de manter o sonho e a alegria. 

Esta mensagem não é um "adeus", porque não posso dizer adeus a quem ficará para sempre no meu coração. E, mesmo longe fisicamente, lembrem-se desta professora que vos adora, vos leva no coração  e com a qual podem sempre contar.

Sejam felizes. Lutem pela vossa felicidade com toda a força. Um grande beijinho.                                   

 

Paula Marinho

 

 

 

publicado por Paula às 01:11

Sábado, 16 de Junho de 2012

O ano letivo terminou esta sexta-feira, com a festa organizada pela Associação de Pais e em que os Moranguitos também participaram ativamente por serem finalistas.

Primeiro, houve uma feirinha, onde se venderam produtos variados. A nossa tinha bijuteria artesanal.

 

 

Em seguida, o habitual jantar convívio em que se registou uma elevada participação.

A noite terminou com um pequeno espetáculo em que os finalistas do pré-escolar apresentaram duas peças de teatro.

Houve também a passagem de testemunho dos alunos que saem, aos alunos que agora entrarão.

 

Senhores passageiros, pedimos que tenham à mão os vossos bilhetes. O “Comboio dos Sonhos” partirá dentro de momentos com destino ao 1º ciclo.

A tripulação deste comboio, que fará a sua última viagem, dá-vos as boas vindas e deseja-vos uma boa travessia.

  

Esperamos que se sintam confortáveis nos vossos lugares.

A tripulação começará agora a distribuir os seus desejos.

Desejamos, em primeiro lugar, a felicidade. Que o percurso no 1º ciclo seja pleno de momentos felizes. Que os períodos menos bons sejam facilmente ultrapassados e esquecidos, com a ajuda daqueles que serão os vossos mestres.

 

Reforçamos os votos de uma viagem tranquila.

A tripulação deseja-vos muitos jogos ganhos, a partilha com os amigos dos momentos que só os jogos nos proporcionam, onde não importa quem ganha, mas sim que ganhamos sempre todos e em que o melhor dos prémios é a amizade.

 

A viagem continua.

Será indispensável terem força de vontade para enfrentar todos os momentos que a vida nos propõe, bons ou maus.

Temos que ter força para nos levantarmos uma e outra vez, para não baixar os braços e nunca desistir.

 

 

Nas vossas malas deve ir também o riso.

Aquele que nos deve acompanhar sempre. Porque o nosso sorriso ilumina a vida de todos: a nossa e a daqueles que nos rodeiam.

E rir é cura para muitos males. A rir levamos a nossa vida com mais alegria.

 

Esta viagem está quase a terminar. Mas falta aquilo que dá força ao nosso comboio: os sonhos.

Não deixem nunca de sonhar e lutem pelos vossos sonhos.

Se vos parecer difícil, cantem uma canção brinquem, gritem, soltem a criança que há em vós e aquilo que desejam se concretizará.

 

A viagem do Comboio do Sonhos chegou ao fim. Nós que fizemos o último percurso no 1º ciclo passamos aos que agora entram o nosso testemunho, porque a vida segue e o mundo avança.

E vós, pais, avós, educadores, amigos não deixem estes meninos viajarem sozinhos porque eles precisam de vocês.

 

 

Depois os finalistas do quarto ano atuaram interpretando duas canções: Guimarães no Coração e o Hino dos Finalistas.

 

 
Este é o hino.

Foi um período de aprendizagem

De brincadeira e camaradagem

Crescemos juntos e juntos ficamos

E para sempre um grupo formamos

 

A todos quantos connosco estiveram

Agradecemos tudo o que nos deram

E prometemos nunca esquecer

Que nesta escola foi tão bom crescer

 

Refrão

Os bons momentos

Vão no coração

Fica a saudade

E a recordação

 

O nosso futuro será risonho

Porque quem nos comanda é o sonho

Com valentia tudo enfrentaremos

E a doutores um dia chegaremos

 

O mundo é nosso e sempre será

E bem melhor ele ficará

Somos tão fortes se juntos ficarmos

E lado a lado sempre caminharmos

 

 

Os finalistas receberam também o seu livro de finalistas e a sua Carta de Foral, enquadrados no espírito da área projeto deste ano.

 

 

 

publicado por Paula às 23:38


Os moranguitos já têm um livro.

Chama-se a Verdadeira História da Batalha de S. Mamede e foi escrito e ilustrado por eles.

 

 

 

publicado por Paula às 23:29


A convite da Associação para a Educação Matemática Elementar, estivemos a procurar matemática no Centro Histórico de Guimarães.

E, de facto, se olharmos com um olhar diferente, há muita matemática na cidade.

Eis o trabalho que enviamos a concurso.

 

 

 

 


publicado por Paula às 23:26


Este ano voltamos a participar no concurso "Penha à Vista", no qual coseguimos o primeiro prémio des escrita no ano passado.

Eis o poema deste ano.

 

 

 

 

Bem lá no alto

Onde tudo encanta

Encontra-se uma montanha

Com nome de Santa

Santa Catarina

Estende seu manto

Protegendo a cidade

E dando-lhe encanto

 

 

Chilreiam os pássaros

Sopra nas folhas o vento

Brota a água das nascentes

Cresce no ar um lamento

Misturam-se tantos sons

Cantam e rezam peregrinos

Riem alegres crianças

Acompanhando o toque dos sinos

 

Agreste e suave

Profana e religiosa

Luminosa e sombria

Nos contrastes, majestosa

Penha, tua beleza

Se transforma em oração

Um lugar mágico

Onde Guimarães

Guarda o coração

publicado por Paula às 23:17

Quinta-feira, 14 de Junho de 2012

Hoje realizamos o nosso convívio do quarto ano.

O tempo não ajudou, mas não esmorecemos. Não fizemos o piquenique na rua, mas fizemo-lo na escola. Foi um momento de são convívio entre as turmas do quarto ano, a poucas horas da sua despedida da escola.

Todos contribuiram para o farto farnel e foi em clima de animação que partilhamos.

 

 

Até houve momentos de dança.
Para amanhã fica o convite para que participem na singela festa de finalistas que temos preparada. O convívio começa às 17h30 e o espetáculo dos finalistas é às 20 horas.
Contamos convosco.
publicado por Paula às 22:44

Terça-feira, 12 de Junho de 2012

Hoje encerramos as histórias da família, com o texto do Leandro.

 

Vou contar uma história que se passou quando o meu pai cumpria o serviço militar em Lisboa na Polícia Militar, no ano de 1986.

Depois de um dia de serviço, sentia-se cansado e, junto com os seus colegas de armas foi descansar para a caserna. Ora estava a dormir muito sossegado quando de repente o corneteiro começou a tocar alarme às três horas da madrugada, corneteiro é o homem que toca a corneta para acordar os soldados e para outras coisas.

Levantaram-se à pressa, ainda com sono e foram levados para uma rua no Bairro Alto em Lisboa. Bairro Alto é um Bairro Típico e famoso em Lisboa.

Quando lá chegaram depararam com uma rixa entre outros militares e civis, uma rixa muito feia com muita gente e muita confusão.

Estava o meu pai a tentar acalmar a situação quando viu uma criança lá no meio. A sua reação foi logo tirá-la dali e foi o que fez.

Quando se volta para ajudar os colegas, já o meu pai só vê uma vassoura em direção à sua cara.

Levou tamanha pancada que só acordou no hospital passadas umas horas e quando acordou só ficou descansado quando soube que não tinha acontecido nada à criança que tirara da confusão.

Esta foi uma história que se passou com o meu pai e é verdadeira.

 

publicado por Paula às 23:31

Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Aqui fica a história do Ruben.

 

 

Quando a minha mãe era pequena andava na escola.

Um dia na hora de intervalo, ela e os colegas afastaram-se da escola e foram para um campo jogar ao jogo do saco.

Brincaram tanto que se esqueceram do tempo.

Até que a minha mãe se apercebeu que já passava das horas e avisou os outros.

Quando chegaram à escola cada um levou 24 reguadas na mão.

A partir daí a minha mãe nunca mais se descuidou com as horas.

publicado por Paula às 21:56

Domingo, 10 de Junho de 2012

Hoje é um dia muito especial para vários Moranguitos. 

A Mafalda e a Jéssica fazem a Primeira Comunhão

Os colegas e a professora desejam-lhes as maiores felicidades e que este seja um dos muitos dias felizes que ainda irão viver.

 

enfeite_primeira_comunhao.jpg

publicado por Paula às 00:02

Quarta-feira, 06 de Junho de 2012

MEMORÁVEL.

Este é o adjetivo mais adequado para descrever o que hoje aconteceu em Guimarães.

O Agrupamento Egas Moniz recriou quadros históricos da fundação da nacionalidade.

Todos se empenharam nesta atividade e os alunos mostraram à comunidade que aprenderam a lição e foram capazes de transmitir a mensagem de que é importante valorizar as nossas raízes.

 

Aqui ficam os registos feitos pelas televisões vimaranenses.

 

http://www.gmrtv.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=10986:alunos-recriaram-em-guimaraes-momentos-da-historia-de-portugal&catid=61:educacao&Itemid=75

 

 

 

http://www.guimaraesdigital.com/index.php?a=noticias&id=48682

 

 

 

 
Estes são os Moranguitos durante a sua atuação. Foram brilhantes. Parabéns,
publicado por Paula às 23:19


Moranguitos
visitas
counter
Visitantes

Contador Grátis
pesquisar
 
Últ. comentários
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
muito obrigada nao copiei todos mas ainda coipiei ...
Tenho a certeza que o seu papel de professora se e...
Tenho a certeza que o seu papel de professora se e...
A música usada no Hino foi o "Uprising", dos Muse ...
Será possível dizer-me qual foi a música utilizada...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
subscrever feeds