Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Do livro "Os melhores contos portugueses", a Joana contou hoje a história do Macaco Sem Rabo.

Fala do Salta-galhos que vivia na sua casa numa bananeira. A casa tinha tudo menos cozinha, porque o macaco se alimentava de bananas.

Um dia, ele ouviu uma grande algazarra. Eram crianças que regressavam à escola.

Salta-Galhos ficou com vontade de ir á escola, e foi atrás dos meninos. Mas, quando eles o viram, gozaram com o enorme rabo que tinha.

Envergonhado, o macaco vai a um barbeiro a quem pede para lhe cortar o rabo.

O barbeiro corta-o e o macaco sai. Mas, pouco tempo depois arrepende-se. Volta ao barbeiro e pede-lhe o rabo de volta, mas ele diz-lhe que já não é possível. Então, o Salta-Galhos tira-lhe uma navalha.

Sai para a rua e vê uma peixeira que lhe pede a navalha para limpar o peixe. Ele dá-lha, mas arrepende-se mais à frente.

Volta atrás e pede a navalha à peixeira, mas esta diz-lhe que já a deitou fora. O macaco rouba-lhe, então, uma sardinha.

Pelo caminho encontra um moleiro a comer pão seco e dá-lhe a sardinha para meter no pão.

Continua a andar e arrepende-se. Volta atrás pedir a sardinha, mas como já a tinha comido, o moleiro não lha pode dar. O macaco, ao ouvir o não, decide levar um saco de farinha e prossegue o seu caminho.

Passa por uma escola onde a professora está preocupado por não ter comida para dar às suas alunas.

Com pena o macaco dá-lhe o saco de farinha. A professora agradece e faz pão com ele para as meninas.

Mas, como sempre, o macaco arrepende-se e volta para buscar a farinha.

Como já não era possível devolvê-la o Salta-Galhos leva uma menina.

Um pouco mais à frente vê uma lavadeira cheia de trabalho e deixa-lhe a menina para a ajudar.

Volta a arrepender-se, mas a lavadeira não lhe devolve a oferta, pelo que ele lhe rouba uma camisa.

Continua o seu caminho e vê um violeiro que toca muito bem, mas que não tem camisa. O macaco decide dar-lhe a camisa, mas quando o violeiro a vai vestir, rouba-lhe a viola.

Vai então a correr para a escola a tocar viola e a cantar:

- Do rabo fiz navalha, da navalha fiz sardinha, da sardinha fiz farinha, da farinha fiz menina, da menina fiz camisa e da camisa fiz viola...agora vou tocar e cantar.

 

 

 

 

publicado por Paula às 23:38


Moranguitos
visitas
counter
Visitantes

Contador Grátis
pesquisar
 
Últ. comentários
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
muito obrigada nao copiei todos mas ainda coipiei ...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários