Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Sexta-feira, 04 de Março de 2011

O Pedro contou hoje a história "O castigo das lanternas mágicas".

Diz-nos que havia uma terra na China onde, no início do ano, havia a tradição fazer lanternas para iluminar a aldeia.

Todos tentavam fazer a melhor lanterna, mas havia um artesão que as fazia como ninguém.

Naquele ano, fizera duas em forma de dragão e uma em forma de bola que, quando libertada, fazia as outras dançarem.

Empenhado no seu trabalho, o artesão nem vira que estava a ser espiado por um homem desonesto.

Ora, este homem, logo que teve oportunidade, roubou as duas lanternas em forma de dragão, esquecendo-se, no entanto, da terceira.

Pensando que poderia ganhar alguma coisa, o homem vai oferecer as lanternas ao imperador, contando-lhe que elas dançariam quando libertasse a terceira lanterna que ele próprio tinha feito.

Mas, quando, lançou a lanterna, nada aconteceu.

Furioso, o imperador manda-o prender de imediato.

O verdadeiro artesão, avisado do que acontecera, diz que a justiça se fará.

Então, no dia da festa das lanternas, solta a terceira lanterna que restara e, de imediato, os dois dragões começam a dançar por cima do palácio do imperador, que ao ver isto decide nomear o nosso artesão, como o artesão oficial do império.

Quanto ao outro homem, continuou preso por muitos anos.

Uma história que nos fala do valor da honestidade. 

 

 

 

 

 

publicado por Paula às 23:34


Moranguitos
visitas
counter
Visitantes

Contador Grátis
pesquisar
 
Últ. comentários
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
muito obrigada nao copiei todos mas ainda coipiei ...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários