Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Quinta-feira, 12 de Abril de 2012

A história de Guimarães é muito rica e tem constituido tema de trabalho na nossa área-projeto. Já trabalhamos a Citânia de Briteiros, a vida da Condessa Mumadona, a formação de Portugal (pais e D. Afonso Henriques) e a presença em Guimarães de D. João I.

Vários foram os reis que cá estiveram e não seria possível trabalhar todos os relatos da importância do concelho da história.

No entanto, não podíamos deixar de falar da presença em Guimarães da rainha D. Maria II, no século XIX, que deu posteriormente origem ao foral que eleva esta terra á categoria de cidade.

Aqui ficam algumas curiosidades.

 

A Rainha D. Maria II (filha de D. Pedro IV, que com seu irmão D.Miguel, travou as Guerras Liberais) visitou Guimarães em 1852. Chegou aqui num sábado, 15 de Maio e foi hospedar-se na casa do Cavalinho (atual Palácio Vila Flor).

Na quinta e na sexta-feira anteriores chegavam de momento a momento, grandes carroças conduzindo toldos, cozinhas, louças, colchões, enfim muita coisa pertencente à casa real.

As carroças paravam todas à porta do Campos e então diziam aos cocheiros.

– “Levem isso para o paço.”

O paço era na casa do Cavalinho. Todos aqueles campos que a circundavam ficaram cheios de carros que tinham vindo de Lisboa, do Porto, de Coimbra e de Braga.

A rainha demorou-se aqui dois dias. Houve iluminações e música e  junto do “Cruzeiro do fiado” que ficava em frente da casa do Sousa Júnior; levantou-se um rico pavilhão guarnecido a seda azul e branca.

A Senhora D. Maria II quando chegou dirigiu-se para o pavilhão e ali lhe foram entregues as chaves da cidade.

Depois meteu pela Porta da Vila o foi à Oliveira rezar. O povo era muito e todos desejavam ver de perto a Senhora D. Maria II.

Em 1853, elevou Guimarães de vila a cidade.

Pouco tempo depois, morria de parto (era o 11.º e contava apenas 34 anos). Para a homenagear, a cidade passou a chamar de Rua da Rainha D. Maria II, topónimo logo abreviado para Rua da Rainha, ao conjunto antigamente designado por Rua Sapateira (troço da Porta da Vila à Torre dos Almadas) e Rua dos Mercadores (troço da Torre dos Almadas à Oliveira).

A República atualizou a toponímia ao novo regime, "depondo" a Rainha. Passou a chamar-se Rua da República. No final de 1943, seria restaurada a designação oficial de Rua da Rainha.

 

publicado por Paula às 17:15


Moranguitos
visitas
counter
Visitantes

Contador Grátis
pesquisar
 
Últ. comentários
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
muito obrigada nao copiei todos mas ainda coipiei ...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários