Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

Como se recordam, ontem escrevemos um texto informativo sobre o ouriço-cacheiro.

Hoje pegámos nessa informação e escrevemos uma história sobre este animal tão simpático, para vermos a diferença entre textos informativos e textos narrativos.

Aqui ficam algumas das histórias, as preferidas da turma. E o nosso painel que deu origem a este trabalho.

 

 

"Na cidade o ouriço-cacheiro não se sentia confortável porque não havia relva para dormir.

Decidiu ir para a vila e conseguiu dormir, mas não tinha comida que chegasse, nem água e havia algum barulho.

Então, pensou que talvez na aldeia pudesse viver em paz. Pelo caminho, encontrou um cão e uma raposa a conversarem.

A raposa viu o ouriço e disse ao cão:

- Olha, vamos comer aquele ouriço?

- Sim- disse o cão já esfomeado.,

O ouriço que estava atento, correu e escondeu-se debaixo dos seus espinhos.

O cão pegou nela e picou-se, fazendo uma enorme borbulha na mão.

O pobre ouriço já cansado encontrou outros ouriços.

à noite, antes de se irem deitar, comeram aranhas, sapos e minhocas.

-Isto soube bem!- disse o ouriço bocejando."(Sofia)

 

 

 

"Era uma vez um ouriço-cacheiro que estava no campo com os amigos.

Um amigo disse:

- Tens tantos espinhos castanhos!!!

- Pois tenho- disse o ouriço-cacheiro.- Mas agora tenho de ir a uma loja. Até amanhã.

O ouriço foi a uma loja de roupa. Encontrou a sua mãe que disse que ele pesava 800g e media 18 cm.

Começou por ir à roupa de adulto. Era tão grande. Picou muitas camisolas.

Passou para a roupa de adolescente e ainda estava grande.

Logo depois, alguém disse:

- A roupa de bebé é para o lado direito.

O ouriço.cacheiro ouviu com a sua audição apurada.

Ali sim, tinha roupa pequenina.

-Finalmente cheguei à roupa de bebé- disse o ouriço-cacheiro.

Foi esta a aventura do ouriço-cacheiro para comprar roupa." (Mafalda)

 

 

 

"A Pipa estava com sono, por isso a sua mamã pô-la na cama.

- Mamã, onde está o ouriço Tico?- perguntou a Pipa. Não consigo dormir sem ele.

- Não sei.-disse a mamã.-Por enquanto dorme com o pato Quá-quá.

- Boa noite Pipa, boa noite Quá-quá.

- Boa noite- disse a Pipa.

- Quá-quá- grasnou o pato.

A Pipa estava quase a adormecer, mas...Oh, não!!! A cama estava demasiado fria.

Então, a Pipa foi buscar o gato Miau.

De repente, a Pipa estava quase a adormecer mas...Oh, não!!! A cama estava demasiado dura.

A Pipa decidiu ir buscar a ovelha Mé-mé.

A Pipa estava mesmo quase a adormecer quando...Oh, não!!! A cama estava demasiado desconfortável.

Foi buscar o cão Au-Au.

Agora sim, a Pipa estava bem.

Estava quase a adormecer mas...Oh, não!!! A almofada estava dura.

A Pipa espreitou debaixo da almofada e encontrou o Ouriço Tico.

Pousou todos os seus peluches e finalmente conseguiu adormecer." (Beatriz)

 

 

 

"Era uma vez um ouriço-cacheiro que brincava sempre sozinho ao pé de sua casa.

Pesava cerca de 700 g e media perto de dezoito centímetros. Comia minhocas e aranhas.

Um dia, ele estava a jogar à bola e a bola foi para dentro de uma floresta que começou a fechar-se.

O ouriço fugiu para longe para ir buscar a bola e quando deu por isso parou, começou a ter medo e foi encontrar um sítio para se aquecer.

Mais tarde, encontrou uma casa de uma senhora chamada Luciana.

A Luciana encontrou-o, atirou-o para o rio e o ouriço-cacheiro segurou-se a uma pedra.

Era bom nadador, mas estava cansado e adormeceu. Quando acordou estava no balde da Luciana, que pensava que era um ouriço, porque estava todo enrolado.

Quando a Luciana se apercebeu, levou-o para fora da floresta e o ouriço-cacheiro voltou para casa.

Viveu feliz para sempre." (Laura)

 

 

 

"De manhã cedo, o ouriço-cacheiro está a fazer doce de abóbora.

A mãe do ouriço disse que não tinham mais abóboras.

Ao passar pela cidade, o ouriço-cacheiro foi às compras e perguntou:

- Tens abóboras?

- Sim- disse o operador de caixa ouriço-cacheiro.

O ouriço-cacheiro foi buscar um carrinho de compras e lá foi comprar as abóboras.

No fim, ficaram muito felizes e comeram doce de abóbora." (Bruno)

" Ontem estava no meu jardim a jogar à bola.

No momento em que ia chutar, apareceu um ouriço-cacheiro, eu parei e disse:

- Olha que lindo ouriço-cacheiro! Vou apanhá-lo e dizer à minha mãe.

A minha mãe disse que era melhor por lá fora, mas eu lembrei-me:

- Nós temos um placard do ouriço-cacheiro por isso levo-o para a escola!

Fui para o jardim, contei os espinhos e em voz alta disse:

- O ouriço tem mil espinhos!! Sabias mãe?

- Não.- respondeu a mãe.

No dia seguinte, pus na mochila e levei-o para a escola.

Tocou e quando mostrei à professora, gritou:

- Ajudem-me, está aqui um bicho!! Que pica!!! Que pica!!! Ajudem-me...

Eu disse:

- É só um ouriço-cacheiro!

Quando tocou para sair, a TVI, a SIC e a SIC radical estavam lá fora e falei.

Depois fui embora ver a reportagem na televisão." (Mário)

publicado por Paula às 23:57

Textos muito bonitos ! Parabéns !
Conceição Sousa a 18 de Novembro de 2010 às 00:52



Moranguitos
visitas
counter
Visitantes

Contador Grátis
pesquisar
 
Últ. comentários
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
muito obrigada nao copiei todos mas ainda coipiei ...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários