Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2010

Adoramos fazer pesquisas sobre animais.

Como se está a aproximar o Natal, decidimos saber mais coisas sobre o animal que puxa o trenó do Pai Natal.

Ficámos a saber que:

 

- As Renas são mamíferos herbívoros, que habitam na zona ártica.

São animais de grande porte, que possuem cascos flexíveis e bastante largos que lhes permitem andar sobre a neve e sobre a lama sem se afundarem, e escavar a neve à procura de comida. Têm os 5 sentidos muito apurados.

A pele é espessa e revestida por duas camadas de pêlos. A cor varia, podendo ir do branco ao cinzento- escuro, mas normalmente apresentam uma tonalidade acastanhada ou acinzentada, com partes mais claras.

Os machos e as fêmeas têm chifres, mas os das fêmeas são mais pequenos e simples do que os dos machos.

Os machos utilizam-nos para competir com machos rivais na altura do acasalamento, no Outono, enquanto as fêmeas os usam para proteger as crias dos predadores.

No Verão alimentam-se, sobretudo, de ervas; no Inverno comem líquenes que obtêm esgravatando a neve.

São bons nadadores e corredores velozes, o que lhes permite escapar aos predadores - lobos, linces e ursos.

Acasalam em Setembro/Outubro e a gestação é de 33 a 35 semanas. Em Maio/Junho, quando a neve se encontra já parcialmente derretida, nascem 1 ou 2 crias, que são capazes de correr logo a seguir.

Em algumas regiões são domesticadas pelo Homem e utilizados como animais de carga, puxando trenós e carros, para transporte de mercadorias e de habitantes das regiões árcticas. Por vezes são também criadas ou caçadas devido à sua carne, leite, pele (usada para fabricar tendas, botas e peças de vestuário) e chifres (para cabos de facas, colheres, etc; os dos animais mais jovens são usados para extrair gelatina).

 

A partir desta informação, escrevemos textos narrativos sobre este animal tão simpático. Aqui ficam alguns.

 

 

 

"Era uma vez uma rena chamada Cupid, que tinha uma amiga que era a Blizen.

A Blizen tinha os chifres grandes e a Cupid tinha os chifres pequenos e já queria ser grande para que eles fossem maiores.

A Nlizen ficou grávida entre Setembro e Maio. Chamou Donder à sua filha.

A Blizen nunca soubera para que serviam os chifres.

Até que...

Um lobo aparece. Mas, como elas eram velozes e boas nadadoras, conseguiram fugir pelo rio.

A Blizen perguntou:

- Onde é que está a Donder?

A Cupid respondeu:

- Vamos procurá-la.

Elas correram mas nunca mais as encontravam.

Então...a Cupid viu pegadas de lobo e disse:

- Vamos seguir estas pegadas.

Elas seguiram o rasto e, ao fundo, encontraram uma gruta.

Entraram...

Ouviram uma rena a pedir socorro. Foram ver e era a Donder.

O lobo apareceu e a Cupid disse:

- Vamos protegê-la com os chifres.

Quando o lobo se aproximou, a Blizen deu-lhe uma cabeçada e o lobo nunca mais voltou a meter-se com as renas.

Agora, a Blizen sabe para que servem os chifres."  Carolina Nunes

 

 

" Era uma vez uma rena chamada Matilde e era solteira.
A Matilde adorava leite, era um mamífero de primeira, e por isso era bem gordinha. Pesava 110 Kg.
Era jovem e vivia no norte do Canadá, onde há muito frio.
Ela tinha uma amiga, a Catarina. Elas gostavam de correr e andar a brincar pelo monte, para além de nadar no rio que havia perto da casa da Catarina.
- A mãe chamou-nos para jantar. Vamos Matilde.
- Já vou!!!
Caso não saibam, a Matilde fugiu de casa aos seis anos, devido a uma discussão sobre a sua vida.
A Matilde e a Catarina foram dar um passeio ao parque.
A meio de caminho encontraram o Sr. João, o carteiro, a correr para casa da Catarina. Perguntaram-lhe onde é que ele ia com tanta pressa.
- Sr. João, o que se passa?- perguntou a Matilde, que já o conhecia.
- Ai minha menina, ainda bem que a encontro.
- Diga Sr. João. Já me está a deixar nervosa.
- A sua mãe...bem, não sei como lhe dizer. A sua mãe foi para o hospital, pronto.
- Não!!!
A Matilde e a Catarina foram a correr com toda a sua força para o hospital. Mas, no caminho, encontraram o lobo Rui, o mais rápido da zona.
Elas não estiveram com meias medidas e enfiaram os seus chifres afiados na barriga do lobo.
Correrem com toda a força que tinham e chegaram ao hospital em três minutos.
A Matilde entrou no hospital, na sala treze e ficou destroçada quando viu a mãe a ser operada.
Ficaram algum tempo no hospital à espera que a operação terminasse.
- Mãe, o que te aconteceu?- perguntou a Matilde à mãe, desesperada.- Estás bem?
- Calma Matilde, foi só um choque. Mas...cresceste muito tu. Por favor filha, volta para casa. Eu e o teu pai ficaríamos muito felizes por te ter de volta connosco.
- Está bem. mas têm que me deixar ser livre, eu não gosto nada que decidam a vida por mim.
- Estás à vontade. Só arranjas namorado quando achares que já está na altura.
- Fico muito feliz por saber, mãe. Hoje já volto para casa.
A Matilde voltou para casa e, duas semanas depois, arranjou logo um macho, um marido.
Tiveram dois filhos e, sempre que iam passear com eles, um ia nas costas da mãe e o outro nas do pai, para nenhum deles se magoar. Nem o Rafael, nem a Joana." Maria Manuel
" Certo dia, andavam duas renas a passear na Gronelândia, que fica perto do Pólo Norte.
De repente, apareceu um lobo que as queria caçar. Mas, as renas, muito espertas e velozes, começaram a correr e, como eram brancas, esconderam-se num monte de neve. O lobo não as voltou a ver.
A rena Ana, que pesava 110 kg, começou a ficar com fome. Então, a rena João, disse-lhe que conhecia um local onde havia algumas plantas.
Os dois encheram o estômago e estavam a descansar.
Depois, apareceu um homem num trenó. Levou as renas consigo e tratou delas.
Esse homem era o Pai Natal." - Bruno
"Era uma vez uma rena que vivia com o Pai Natal, na Lapónia.
Certo dia, o Pai Natal chegou a casa e viu a rena a comer o seu pinheiro.
Ele ficou muito zangado.
Agarrou a rena pelos chifres e tentou levá-la para fora de casa, mas não conseguiu, porque ela pesava 110 kg.
A rena pediu-lhe desculpa e disse:
- Queres que te ajude a distribuir as prendas de Natal que eu sou rápida?
- Sim quero. -disse o Pai Natal.
Então, foram até ao trenó e a rena puxou o Pai Natal com os presentes.
Distribuíram tudo depressa e foram para casa fazer um lanche. O Pai Natal bebeu chá e a rena comeu umas folhitas." Fátima Jinnat

 

publicado por Paula às 22:56

Olá colegas Moranguitos,
Eu gostei muito dos textos sobre as renas, quero-vos dar os parabéns.

Também gostei muito da História do dia, da Beatriz.

Até segunda-feira estudem porque eu também vou estudar.

Beijinhos
Maria João
Maria João a 3 de Dezembro de 2010 às 18:29

Olá Moranguitos venho de vez em quando espreitar o vosso blog e gosto muito vocês estão cada vez melhor graças sobre tudo á Prof. Paula pais e familiares que vos tem ajudado nesta etapa da vida continuem e sejam felizes beijão Susana Ribeiro
SUSANA MAE PEDRO a 3 de Dezembro de 2010 às 22:12

Boa tarde Profª Paula,
Gostei muito dos textos sobre as renas, estão espectaculares. Queria dar os parabéns aos meus colegas.
Beijinhos.
Fátima Ben Nasrallah
Fátima Ben Nasrallah a 4 de Dezembro de 2010 às 13:10

Olá a todos.
Peço desculpa pelo que vou dizer, mas, como professora, não posso deixar de expressar a minha desilusão e dar um conselho aos pais: quando ajudarem os vossos filhos a pesquisar na net, expliquem-lhes o sentido das palavras ou expressões que aparecem, não se limitem só a imprimir o que lá está. Se vocês não souberem, pesquisem mais que descobrirão.
Como professora, quando um aluno, depois de uma pesquisa, chega com uma dúvida, quer dizer uma de duas coisas: ou não pesquisou correctamente, ou não foi o aluno que pesquisou.

Pensem nisto, por favor.
Cumprimentos,
Sofia Macedo
Sofia Macedo a 5 de Dezembro de 2010 às 15:18



Moranguitos
visitas
counter
Visitantes

Contador Grátis
pesquisar
 
Últ. comentários
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
muito obrigada nao copiei todos mas ainda coipiei ...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários