Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Sexta-feira, 14 de Maio de 2010

Estamos a começar uma nova obra no Plano nacional de Leitura.

Chama-se "O Sonho de Mariana" e é da autoria do escritor António Mota.

Hoje começámos por analisar a capa e fizemos uma previsão da história.

 

" Havia dois irmãos que gostavam muito de pássaros.

Chamavam-se Mariana e João.

Um dia, quando passeavam perto de casa viram uma coisa azul na janela e correram até lá para ver o que era aquilo.

Viram, então, que era um pássaro e ficaram muito contentes porque nunca tinham visto um pássaro tão de perto.

Entraram em casa a correr e disseram à mãe o que tinham visto.

Pediram para ficarem com o pássaro. Ela deixou e os meninos ficaram felizes por cumprirem o seu sonho.

Cuidaram muito bem daquele belo pássaro."

 

publicado por Paula às 23:37


A experiência de hoje teve a ver com o peso do ar e com a explicação para o facto dos balões de ar quente voarem.

Começámos por usar um saco plástico e um secador de cabelo.

 

Enchemos o saco com ar quente do secador.

 

Depois largámos o saco e ele subiu.

 

 

Conclusão

 

O ar quente dentro do saco é mais leve que o ar frio fora do saco. O ar quente sobe, levando o saco junto. É assim que o balão voa: um bico de gás aquece o ar dentro do balão, fazendo com que ele suba.

publicado por Paula às 23:31

Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

Pois é, já temos um hino.

Como estamos na Primavera e é tempo de morangos, começámos por fazer um painel sobre este tema, ou não fôssemos Moranguitos.

A partir deste trabalho de Expressão Plástica surgiu a ideia de escrever um hino.

Essa tarefa foi nossa, mas falta a música.

Lançamos por isso o desafio aos nossos visitantes.

A partir desta letra, sugiram a música para o "Hino dos Moranguitos". Ficamos a aguardar.

 

 

Refrão

 

Eu sou Moranguito

E sou um docinho

Sou também bonito

De tão vermelhinho

 

1- Na escola eu aprendo

Leio, escrevo, desenho

Experimento, calculo, jogo

Que sorte que eu tenho

 

2- Na sala eu respeito

Professora e companheiros

Com eles colaboro

Somos amigos verdadeiros

 

3- Para o meu futuro

O que quero é ser feliz

Mas, enquanto posso

Sou apenas um petiz.

 

 

publicado por Paula às 22:47

Terça-feira, 11 de Maio de 2010

Como se sabe, somos apologistas de que aprender de forma lúdica é muito mais fácil e divertido.

Por isso, aqui ficam algumas coisas que aprendemos sobre o ar.

 

"Sinto o ar na minha cara

Não consigo vê-lo

Mas sei que ele existe

E levanta o meu cabelo

Está à minha volta

Não o consigo cheirar

Sem ele eu não viveria

Por não poder respirar

Se tento apanhá-lo

Pelos dedos das mãos se escoa

Porque o ar gosta de liberdade

E à solta ele voa." 

 

publicado por Paula às 22:57

Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

No Plano Nacional de Leitura trabalhámos a obra "O segredo do Rio", de Miguel Sousa Tavares.

É uma bela história sobre o valor da amizade, neste caso entre um menino e uma carpa.

Aqui fica o reconto feito pelos Moranguitos.

 

 

 

"Era uma vez um menino que vivia no campo, numa casa rodeada por um pomar.

Ele gostava de passear junto ao rio que por ali passava. Ficava ali a apanhar sol ou a ver as estrelas.

Um dia, assustou-se porque ouviu um peixe falar. O peixe explicou-lhe que tinha vivido num aquário e que o seu dono falava com ele. Mas, acabou por crescer tanto que teve que ser lançado ao rio.

O peixe e o menino ficaram amigos.

O tempo foi passando e chegou o Inverno. Um Inverno diferente por ser muito quente. Tão quente que não havia colheitas.

Os pais do menino ficaram preocupados e a mãe lembrou-se que podiam pescar um peixe que ela vira no rio.

O menino ouviu a conversa e, muito assustado, correu a pedir ao peixe que fugisse.

Como gostava muito do menino, o peixe foi procurar comida para o ajudar.

Quinze dias depois voltou e contou ao menino que tinha encontrado um barco cheio de comida e que as raposas o ajudaram a puxálo até ali.

O menino, cheio de felicidade, contou aos pais, que acabaram por concordar com aquela estranha amizade.

Para defender o peixe, o pai colocou ao pé do rio uma tabuleta dizendo "Proíbido pescar" e o menino, ao lado, pôs outra em que se lia "ESTE RIO TEM UM SEGREDO E O SEGREDO É SÓ MEU." 

publicado por Paula às 22:58

Sexta-feira, 07 de Maio de 2010

A experiência de hoje serviu para mostrar a força do ar.

Usámos um balão, cordel, uma palhinha e fita cola.

 

Comçeçámos por encher o balão.

 

 

Depois colocamos a palhinha no cordel e prendemos-lhe o balão.

 

 

Por fim, largámos o balão e este correu pelo cordel fora, como se fosse movido a jacto.

 

Conclusão

 

O balão está cheio de ar. Quando largamos a abertura do balão o ar sai. O ar sai para trás fazendo com que o balão vá para a frente.

publicado por Paula às 22:22

Terça-feira, 04 de Maio de 2010

Em Estudo do Meio estamos a falar das propriedades dos objectos.

Em Língua Portuguesa, o texto (poesia) falava de algumas transformações: pinhão em pinheiro, ovo em pintaínho, água em vapor, água em gelo, pau em carvão, azul e amarelo em verde.

Achamos engraçada esta forma de aprender e continuamos o poema.

 

 

" O sal e o açúcar

Na água se meteram

Vê lá transformaram-se

E se dissolveram

 

A lagarta pequenina

Num casulo se meteu

Vê lá transformou-se

E uma borboleta nasceu

 

A pinha aberta

Na água se colocou

Vê lá transformou-se

E logo se fechou

 

A mãe e o pai envolveram-se

Duas sementes se juntaram

Vê lá transformaram-se

E um bebé formaram"

publicado por Paula às 22:43


Aqui fica o desafio matemático do mês de Maio.

Para resolver em família até ao dia 15.

 

publicado por Paula às 22:41

Segunda-feira, 03 de Maio de 2010

Hoje, mais uma vez, estivemos a trabalhar poesias de Alexandre Parafita. "O papagaio à janela" foi o escolhido.

Depois de o analisarmos, fizemos o reconto em prosa.

 

"Era uma vez um papagaio que vivia numa janela e insultava toda a gente.

Só sabia imitar as pessoas.

A princípio, toda a gente se ria, mas depois começaram a ficar fartos da brincadeira e dos insultos.

Estavam cheios de o ouvir.

Um dia, um gato que vivia em frente e era brincalhão, resolveu dar-lhe uma lição.

Subiu pela janela, mostrou-lhe a dentuça e fizeram uma grande luta.

O papagaio caiu do poleiro, não morreu de susto, mas ficou sem fala e aprendeu a lição- nunca mais troçou de ninguém."

 

 

Se gostaram do reconto, aconselho-vos a ler a história original.

publicado por Paula às 19:40

Domingo, 02 de Maio de 2010

Hoje é Dia da Mãe.

Dia de as homenagearmos e de lhe agradecermos tudo o que somos.

Foi o que fizeram os Moranguitos.

 

"Mãe,

És especial para mim

Dás-me carinho e muito amor

És bela como uma flor

Os teus olhos são brilhantes

A tua voz suave acalma-me

Com as tuas mãos meigas me acaricias

Os teus beijos alegram-me

O teu colo me embala

 

Neste dia

Quero dizer-te

Que te amo

Porque és a melhor mãe do mundo"

  

Para além das palavras, eis aqui os "miminhos" que levaram para as mamãs.

  

 

 Trabalho feito com a professora titular da turma. Um alfinete de peito com a nossa mascote .

 

 

 

 

Trabalho feito com a professora de Inglês.

 

Trabalho feito em Expressão Plástica.

 

 

A todas as mães, dos Moranguitos ou simples visitantes, desejamos um FELIZ DIA da MÃE:

publicado por Paula às 00:27


Moranguitos
pesquisar
 
Últ. comentários
Amei a história. Eu estava justamente procurando u...
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
subscrever feeds