Blogue da turma B, do quarto ano, da Escola Básica de Santa Luzia, em Guimarães
Quarta-feira, 21 de Março de 2012

No âmbito da Semana da Leitura, recebemos hoje a visita do avô Barbosa.

Professor de História e porque estamos a trabalhar este tema, veio contar-nos mais uma lenda associada a D. Afonso Henriques: a Lenda do Milagre do Cárquere, ou Cura do Infante.

 

 

 

O culto de Nossa Senhora de Cárquere, na região de Viseu, já se fazia na época, anterior à nacionalidade, em que D. Rodrigo perdeu a Espanha para os Mouros, sendo provavelmente muito mais antiga.
Durante a invasão moura, a imagem foi escondida num carvalho oco, juntamente com uma caixa de relíquias, os sinos da ermida e uma cruz de prata. Estes objectos foram aí esquecidos.
Muitos anos depois, nasceu D. Afonso Henriques com um grave problema de saúde: o pequeno infante não tinha ação nas pernas, do joelho para baixo.
O seu aio, Egas Moniz, teve um sonho em que lhe apareceu Nossa Senhora. A Virgem mandou-o ir a Cárquere e cavar em determinado local, onde encontraria os restos da ermida e a sua imagem. Deveria então mandar construir uma nova igreja e sobre o altar colocar o infante, passando aí uma noite de vigília.
A construção terminou quando D. Afonso Henriques tinha cinco anos e as indicações da Virgem foram cumpridas. No dia seguinte, o infante andou e correu como uma criança saudável. O conde D. Henrique, perante este milagre, agradeceu à Virgem mandando construir um mosteiro junto à igreja que doou aos cónegos regentes de Santo Agostinho.
publicado por Paula às 20:26

Terça-feira, 20 de Março de 2012

 

 

                              

 

Lembram-se dos Loudeis que decoraram.

Pois é, agora podem vê-los em exposição no Museu Alberto Sampaio.

Aqui fica o convite para uma visita em família. Que tal no próximo fim de semana.

publicado por Paula às 23:02


Spring

 

Aqui ficam as nossas boas-vindas à nova estação.

 

No dia 20 de Março

Chega uma nova estação

É a primavera

Que dá luz ao coração

 

As cores da primavera

São claras e belas

Brancas são as rosas, azul é o céu

E as tulipas são amarelas

 

Os pássaros chilreiam

Para dar música à estação

Anunciando o calor

Com sua bela canção

 

A natureza renasce

Como se fosse magia

As plantas desabrocham

Os animais acordam cheios de energia

 

As crianças brincam

Nos jardins floridos

Há borboletas a voar

E as abelhas fazem zumbidos

 

Bem-vinda primavera

Gostamos de te receber

Contigo regressa

A alegria de viver.

 

publicado por Paula às 19:00

Segunda-feira, 19 de Março de 2012

Aqui ficam para recordar algumas imagens do espetáculo de sexta-feira.

 

 

 

 

publicado por Paula às 19:45


Eis a nossa homenagem aos pais, neste que é o seu dia.

 

 

 

publicado por Paula às 17:22


 

Hoje fizemos a primeira fase do Campeonato de Ortografia.

Ficaram apurados, por terem menos de cinco erros:

- Ruben Filipe Raposinho;

- Pedro Leandro Castro;

- Fátima Ben Nasrallah;

- Maria João Costa;

- Joana Coutinho Pacheco;

- Ana Carolina Pereira;

- Jéssica Maria Moreira;

- Mafalda Ribeiro Silva;

- Maria Manuel Martins;

- Mário Rui Mendes;

- Beatriz Rocha Barbosa;

- Maria Sofia Freitas;

Parabéns.

publicado por Paula às 17:19


  

 

Terminámos hoje a análise desta obra que retrata a história de Portugal desde D. Afonso Henriques ao 25 de Abril. 

Aqui fica o resumo desta obra, com a qual vamos participar nas Olimpíadas da Leitura do nosso agrupamento.

 

"Portugal para Miúdos" é um livro que nos fala sobre a História de Portugal, desde D. Afonso Henriques ao 25 de Abril de 1974. Foi escrito por José Jorge Letria e ilustrado por Ricardo Cabral.

Começa por nos falar das conquistas de D. Afonso Henriques: Évora, Beja, Leiria, Alcácer do Sal, Lisboa, Serpa e Moura e da vontade já aí sentida de navegar.

A D. Afonso sucede D. Sancho I, depois D. Afonso II e D.Sancho II, com o qual o país ficou definido e onde convivem os cristãos judeus e os sarracenos, mas onde havia lutas pelo poder.

Com D. Dinis, rei poeta, surgem as feiras, as romarias, a universidade, o pinhal de Leiria e a marinha. É o rei ligado ao milagre das rosas.

Segue-se no relato a história de Inês de castro, que foi morta por D. Afonso IV, por se ter apaixonado por D. Pedro, que já era casado. D. Pedro ficou revoltado, mandou matar os homens que mataram D.Inês, colocou-a no mosteiro de Alcobaça e obrigou o povo a considerar D. Inês como sua rainha.

Anos mais tarde, aparece a peste negra que mata muita gente.

D. Fernando morre sem sucessor, porque sua filha era casada coo o filho do rei de Espanha. Na sucessão, surgem os nomes de D. Beatriz e D. João, mestre de Avis (meio irmão de D. Fernando). O povo e João das Regras apoiam D. João, que é coroado, mas tem que lutar contra os espanhóis na Batalha de Aljubarrota. Ganhou com a ajuda de D. NUno Álvares Pereira.

Com D. João e seu filho D. Henrique começam as conquistas em África (Ceuta, Alcácer Ceguer) e as descobertas. D. Henrique funda uma escola naval, em Sagres. Os objetivos eram espalhar a religião e trazer riquezas.

Alguns dos mais importantes descobridores foram Diogo Cão (Zaire), Gil Eanes (Cabo Bojador), Vasco da Gama (Índia) e Pedro Álvares Cabral (Brasil). No Brasil houve lutas contra os índios, na Índia com os samorins.

D. João II e D. Manuel continuaram as descobertas. Com este, assina-se o Tratado de Tordesilhas, que divide o mundo em duas partes: uma portuguesa, outra espanhola.

Vieram ouro e especiarias, muita riqueza, com a qual se construiram igrejas.

Nas colónias havia fortalezas e vice-reis. O mais conhecido foi Afonso de Albuquerque. Por essa altura houve um importante cientista, chamado Garcia d'Orta.

Vários escritores escreveram sobre os descobrimentos: Camões, nos Lusíadas e Fernão Mendes Pinto, na Peregrinação.

D. Sebastião chega ao trono muito novo, mas é morto em Alcácer-Quibir. Como não tinha descendentes, Portugal foi governado pela Espanha durante 60 anos.

Em 1640 é coroado rei D. João IV. A independência é restaurada a 1 de Dezembro.

Com o ouro do Brasil, explorado pelos escravos, construiram-se palácios, como Mafra (mandado construir por D. João V). 

D. António Vieira defendia os escravos e foi perseguido pela Inquisição (castigo da igreja aos que estavam contra ela). Foi tempo de muito luxo, em que se construiu também o aqueduto das Águas Livres, para abastecer água a Lisboa.

Em 1755, acontece o terramoto de Lisboa. A cidade foi reconstruida sob as ordens do Marquês de Pombal. O Marquês mandou expulsar os jesuítas de Portugal.

Mais tarde, as tropas de Napoleão invadiram Portugal por três vezes. A família real foge para o Brasil.

Acontece a Revolução Liberal e há lutas entre D. Pedro (liberal) e D. Miguel (absolutista). Ganha D. Pedro.

Os portugueses emigram para o Brasil à procura de vida melhor.

Aparece uma figura crítica, o Zé Povinho, criada por Rafael Bordalo Pinheiro. A Inglaterra lança um Ultimato a Portugal.

Em 1908, D. Carlos e o filho mais velho são mortos em Lisboa. Em 5 de Outubro de 1910 é instaurada a República, terminando a monarquia.

Um dos presidentes foi Sidónio Pais, assassinado em 1918.

Gago Coutinho e Sacadura Cabral fazem a travessia do Atlântico em avião.

Em 1933 Salazar instala a ditadura ou Estado Novo, que terminou em 25 de Abril de 1975 com a Revolução dos Cravos."

publicado por Paula às 17:17


Com a experiência de hoje voltamos a ver o efeito que acontece quando misturámos amido de milho com água.

Usámos amido de milho, água, um recipiente, um ovo e um saco.

 

 
No recipiente misturámos o amido de milho e a água.
 
Colocámos a mistura num saco e metemos também o ovo.
  
Atirámos o saco ao chão, de várias alturas e...o ovo nunca partiu.
 
Conclusão

Da mistura de água e farinha maizena, nas corretas proporções, resulta a criação de um fluido muito especial que se diz não-newtoniano.

É assim designado porque não obedece às Leis de Newton. A sua viscosidade varia de acordo com o grau de deformação que lhe é aplicado, por isso ao exerceres pressão sobre este fluido ele vai comportar-se como um sólido, mas se não exerceres pressão, vai comportar-se como um líquido.

Isto explica então porque é que o teu ovo não partiu quando o deixaste cair dentro do saco com este fluido: a pressão exercida sobre este fluido, quando o saco atingiu o chão, levou a que se tenha comportado como um sólido que protegeu o teu ovo.

publicado por Paula às 17:15

Sábado, 17 de Março de 2012

Este foi o tema da peça que o Bando do Gil levou hoje à cena, no Auditório da Universidade do Minho para os alunos do 4º ano.

O grupo foi acompanhado musicalmente pelos Musiké.

Foi uma noite de aprendizagem, mas também de diversão, dados que o tema do local de nascimento de Afonso Henriques foi abordado com ligeireza e boa disposição, ficando no final a ideia que mais importante que o local onde se nasceu é a obra que se faz. E essa é inquestionável: Afonso Henriques deixou-nos a melhor das obras, o nosso país.

 
   
No final, os alunos do quarto ano quiseram presenteat todos os convidados cantando uma música adaptada da obra "We will rock you", dos Queen.
Um hino à história do concelho, que postaremos no início da próxima semana.
Foi um serão bem passado.
publicado por Paula às 00:28

Sexta-feira, 16 de Março de 2012

Eis a história da Laura.

 

 

" Num dia de sol estavam a minha avó e o meu avô a passear de carro.

Ainda eram namorados.

De repente, tiveram um acidente e os vidros do carro partiram-se e espetaram-se na cara da minha avó.

Ela desmaiou e quando abriu os olhos reparou que já estava no hospital com a cara cozida.

Quando se levantou, o meu avô disse-lhe para não se assustar.

Ela levantou-se, olhou-se ao espelho e perguntou:

- Espelho, espelho meu, haverá alguém mais feio que eu?

Então, o meu avô disse-lhe que ela era linda.

Pouco tempo depois, casaram-se e tiveram quatro filhos."

publicado por Paula às 18:31


Moranguitos
pesquisar
 
Últ. comentários
Amei a história. Eu estava justamente procurando u...
aleleuia
Quero saber a introdução da experiência
Gostaria de pedir autorização para usar a vossa im...
podiam colocar mais algumas assim não dá para tira...
gosto de ler historias para meus alunos mas sempre...
lol
QUE LINDO
Como fizeram o livro????Já está há venda em públic...
Olá Moraguinhos, adorei os vossos porvérvios, me a...
mais comentados
10 comentários
8 comentários
8 comentários
7 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
6 comentários
subscrever feeds